REDONDILHA DA TARDE MOLHADA

a janela se entreabre
sob a chuva vê-se a árvore
nos derradeiros da tarde.
nas folhas verdes nos galhos
apenas restos de pássaros
pequenos tufos plumagem
gorjeios que silenciam
nos derradeiros da tarde
que molhada recolheu-se
antes que a noite chegasse
sobre a copada da árvore
da janela avistada
nos estertores da tarde
antes que a noite chegasse
antes que a noite descesse
com sua escura voragem
sobre o restinho da tarde.
Esta entrada foi postada em Poesia.

2 comentários em “REDONDILHA DA TARDE MOLHADA

  1. Zatonio disse:

    Que coisa bonita! Só…

  2. Saint-Clair disse:

    Obrigado, parceiro!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s