AS COISAS NÃO ANDAM BOAS

se houver dose maior que me possa chapar
eu tomo
preciso de um pouco de ilusão e devaneio
as coisas não andam boas
e eu receio perder inutilmente a vida
ou o trem das cinco
apenas não posso envenenar-me com a realidade
não tenho antídoto
tenho somente um modo tolo de olhar o mundo
e nada mais que isso
tudo que me puder sustentar
eu uso
e se houver dose maior que o futuro
desço do muro do passado
apenas não posso envenenar-me com a realidade
apenas não posso envenenar-me

Um comentário sobre “AS COISAS NÃO ANDAM BOAS

  1. Paulo

    O antidoto, meu velho, já possuis a fórmula e a manipulas com a maestria de um mago. Fizeste-me lembrar doutro magister: "Vou-me embora para Pasárgada/Lá sou amigo do Rei/Lá tenho a mulher que quero/Na cama que escolherei".

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s