TOMA JEITO, GENILDA!

Marido de amiga minha, pra mim, é que nem irmão. Pior: que nem bicha. Nem quero saber. Eu, hem!
Como esse papo furado, a miserável da Genilda já tinha passado nos cobres quase todos os maridos de suas amigas do prédio cento e um da rua das Flores. Não uma só vez: duas, três, várias! Não queria era marido, homem fixo, atazanando seu juízo. Apenas as benesses da cama, sem ter de lavar cueca, cerzir meia, passar camisa, vincar calça. Isso não! Ela nascera para coisas mais prazerosas, mais refinadas.
De todos eles, somente um, o marido da Carmélia, não tinha se tocado com suas insinuações de corredores e elevador. Meio panaca, pensava ela. Pelo menos, o tipo levava um jeito danado: bigode aparado, óculos pretos arredondados, sempre com uma pasta na mão, indo para o trabalho ou voltando para casa. Cara de chefe de escritório de contabilidade.
Certa noite, pelas nove, encontraram-se no elevador. Ambos para o décimo terceiro andar. Boa noite, Armando! (insinuante) – Boa noite, dona Genilda. Como tem passado a senhora. (cortês) – Mal, sem você! E abriu a blusa, os peitos pulando na direção dos óculos do outro. Sem esperar pelo fechamento do balancete semestral, Armando enterrou a cara na fartura de Genilda, que começou a gemer, a fungar, a contorcer-se. Providenciaram a parada do elevador entre o sexto e o sétimo andar, e o que aconteceu ali nunca ninguém soube, nem se discutiu em assembleia de condomínio.
Quando o porteiro subiu para desenguiçar o elevador, Armando estava com os óculos embaçados por uma neblina densa, a gravata frouxa, um calor medonho, reclamando contra esses elevadores velhos que vivem dando defeito. O porteiro pediu desculpas, ia tomar providências, não se preocupasse o doutor Armando nem a dona Genilda.
No balancete dos dois, um lucro maior que aplicação em bolsa.

Um comentário sobre “TOMA JEITO, GENILDA!

  1. Zatonio

    Mestre, é fato , quase todo prédio tem sua Genilda, a provocar maridos e atiçar o ódio das esposas. Pior foi uma tia que pegou o marido na própria cama com sua melhor amiga. Não, não era a Genilda!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s