DEDOS DE PROSA (XVIII) – A BOLA VOLTA A ROLAR DE NORTE A SUL

Mal recomeçou o Campeonato Brasileiro de Futebol, depois de uma hibernação de mais de mês, e o meu glorioso time, como sói acontecer, em molde de médico de hospital de emergência, provê sobrevida ao moribundo time da Gávea, assoberbado de mazelas econômicas e policiais, como vêm noticiando as folhas. É duro ser botafoguense nessas horas! Mas o que fazer? É o nosso carma: sempre que o rubro-negro está nos estertores, quase batendo a caçoleta, o Botafogo providencia a recuperação do possível defunto. Aí quem não aguenta é a torcida. Será que é muito difícil tomar tenência na vida, ô time?!

2 comentários sobre “DEDOS DE PROSA (XVIII) – A BOLA VOLTA A ROLAR DE NORTE A SUL

  1. LUCIR

    Bom humor acima de tudo, amigo querido. Outros sofrem, e nada aproveitam. E ainda têm aqueles -nem quero te lembrar- que ganhando ou perdendo continuam faturando muuuuuiiiiittttooooo.

  2. Zatonio

    Mestre, nós ainda vamos terminar na cruz. O " outro" começou assim, levantando defunto. E tenho pra mim que o nosso defunto estava mais morto que o dele. Levantamos defunto desmoralizado. Ah Botafogo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s