A LIÇÃO DE FUNDÃO

Imagem colhida em cidades.com.br.

Ouvi ontem n’A Voz do Brasil – confesso que tenho esse defeito na vida: ainda ouço A Voz do Brasil – notícia da prisão de quadrilha instalada na administração municipal de Fundão, no estado do Espírito Santo, especializada em fraudes em licitações públicas.

Posso-lhes garantir que tenho razoável interesse em Geografia e jamais soube da existência de Fundão.

Notícias como esta tornaram-se comuns no noticiário nacional. De norte a sul, de leste a oeste, o que mais há no país é ladrão, safado, corrupto, aproveitador. Da maior à menor categoria; do mais alto ao mais baixo escalão. O brasileiro se especializou em ser safado, e parece fazer o esforço de, a cada dia, mostrar-se mais competente nas safadezas e menos cuidadoso em se esconder. É que tem a certeza quase inquebrantável de que jamais será punido por qualquer crime que cometa.

Somos uma sociedade excessivamente tolerante, que aprendeu a aceitar tal tipo de comportamento como um fatalismo de nossa raça.

Há, inclusive, os que aceitam tranquilamente o princípio do “rouba, mas faz”, entendendo que, entre roubar e não fazer e roubar e fazer, é preferível o segundo. Não há hipótese de fazer e não roubar, na cabeça do brasileiro mediano.

Fausto Wolff dizia que tínhamos de exercer, diariamente, o nosso dever à indignação. No entanto, isto já está cansativo. É muito doloroso estar indignado todos os dias da semana, várias vezes ao dia, a cada noticiário, a cada leitura de jornal, a cada viagem de táxi.

É trágico, porém verdadeiro: os corruptos venceram!

Reconheçamos que eles foram mais competentes que os éticos, que os honestos.

Pediram nosso voto, para que nos enganassem, e assentimos ao seu pedido.

Solicitaram o mandato parlamentar, para que criassem leis capciosas e frouxas que lhes servissem, e assentimos à sua solicitação.

Agora resta-nos a purgação de nossa total inépcia, de nosso total descuido das coisas públicas, como se elas não nos pertencessem.

Agora resta-nos chorar pelo leite derramado.

Agora já é muito tarde e pode não haver mais jeito!

E Fundão é apenas um município perdido no interior do Brasil, mas como dói!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s