MANCHETES DE JORNAL À VENDA

Em função das notícias que estão sempre rolando na imprensa, resolvi lançar mão de um recurso relativamente fácil, para faturar algum.

Bolei algumas manchetes para possíveis notícias por acontecer ou já acontecidas. No mundo de hoje, não se pode duvidar de nada.

Assim, caso sua publicação esteja carente de boas (ou más) ideias para destacar informações, aqui vão algumas. O preço é módico e estou fazendo qualquer negócio. É só entrar em contato com o blog.

O Cantor das Multidões (imagem em postdegasolina.blogspot.com).

1. Cantor das Multidões desafina no Ministério dos Esportes – Esta é uma manchete prospectiva, imaginando que, em algum momento, em função de Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016, o ministro não vá dar conta do recado. Aproveita-se para fazer chiste com seu nome: Orlando Silva. Ou será Nelson Gonçalves?

2. Congresso investiga maus passos do marido de cantora durante gestão interina – Esta manchete é atual, fresquinha, e faz trocadilho infame com o sobrenome do momento no Ministério das Trapaças, ou melhor, dos Transportes, tendo em vista negócios nebulosos do Sr. Passos, durante sua permanência à frente da pasta. Rosa Passos, depois dessa, vai desafinar também?

3. Nunca se viu Ministério tão problemático: tem tpm todo mês – Obviamente que esta manchete faz alusão aos problemas antigos e atuais da Casa Civil, estes últimos advindos do fato de que seu titular, momentaneamente (nunca se sabe), é uma linda mulher que, no entanto, não está livre dessas coisas, apesar de linda e elegante, repita-se.

4. No Ministério da Pesca, todos são salvos – Esta manchete tortuosa joga com o nome de sua titular, a exímia pescadora de ilusões Ideli Salvatti, que foi para lá, porque o que lá estava era pescador grã-fino, que só contava lorota e tinha uma cabeleira tão suspeita, de não se sustentar no barco.

5. Mensalão era longo demais; agora é semanão – Com as inúmeras denúncias de falcatruas envolvendo os mais diversos e honrados políticos deste país, os mais espertos passaram a exigir propina semanal, pois estava sobrando mês na mamata. E aí ficavam sem dinheiro para umas comprinhas.

6. Polícia Federal passa a gradear câmaras municipais – Em virtude da carência de vagas em suas penitenciárias, tal o número de edis corruptos, a Polícia Federal conseguiu autorização para instalar grades em torno das câmaras municipais suspeitas e assim cumprir seu múnus público de forma mais rápida. O problema é que deve faltar verba para tanta grade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s