VITÓRIA COM SABOR DE EMPATE

Ganhamos ontem do poderoso esquadrão do Avaí, daquele estado de cor verde no antigo mapa do Brasil, sem contudo convencer.

Alguns mais otimistas podem contrapor argumento dizendo que esta vitória inconsistente vale o mesmo que uma acachapante. O que não deixa de ser verdade. Porém uma verdade ilusória, como pontua a filosofia do Bar do Zé Manuel lá da minha terra natal.

O time não está jogando nem para o gasto, mas apenas e simplesmente para fazer raiva na torcida.

Ontem foi a tal vitória com sabor de empate, como há os honrosos(?) empates com sabor de vitória, conforme pontua a crítica especializada (hahahaha!).

Pois o time, no segundo tempo, caiu todo na defesa que parecia que passar a linha divisória seria proibido pela lei do jogo. E só não cedemos por nada!

O talentoso Caio Júnior (O pai dele deve estar arrependido de lhe ter dado o mesmo nome.) é um técnico estranhíssimo. Suas substituições não encontram respaldo nem nos mais antigos manuais de alquimia, quanto mais na ciência futebolística.

Enfim, temos de continuar suportando essa cruz pesada nos ombros.

Imagem em letrasrelicario.blogspot.com.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s