PENSAMENTOS BEM-PENSADOS VII

Imagem em quin-teto.irreverente. zip.net.

Continuamos com a saga filosófica empreendida por minha cabeça de aposentado, que tem muito tempo para pensar bobagem.

Como há vários autores de livros aí cheios de bobagens presunçosas, ponho-me também a presumir máximas, mínimas e médias, assim como as ondas hertzianas da radiodifusão nacional.

Espero, mais uma vez, que se possa tirar desses pensamentos que, confesso, levei muito tempo para elaborar uma lição para a vida prática, senão para a galhofa e o motejo.

Ei-los aí.

  1. Sabe-se que Salvador era Dali, que o Leonardo da Vinci e que o Pepino di Capri. Mas de onde é mesmo que eu te conheço?
  2. No futebol feminino, toda vez que uma jogadora mata a bola no peito, a bola morre apenas metaforicamente, embora o peito seja peito mesmo.
  3. Numa viagem de metrô ou trem no horário de pico, aquele que tira o pé do chão parece que, de imediato, entra em estado de santidade: fica flutuando até o fim da linha.
  4. Minhoca distraída vira comida de peixe.
  5. Será que alguma vez na vida Catherine Deneuve, Demi Moore ou Juliana Paes tiveram qualquer incômodo intestinal?
  6. Assim que o mago imortal morrer, seus maktubs terão vida curta. É o que está escrito.
  7. Para o palhaço, não há a menor graça em fazer graça de graça.
  8. A lei da seleção natural – descobri – não é politicamente correta: só prejudica os mais fracos. Os fortes continuam com sua vida refestelada.
  9. Desde que Galileu foi condenado por dizer que a Terra não era o centro do Universo, passei a não acreditar na ciência. Na religião, já não acreditava desde os tempos de Zoroastro. E na justiça, desde o episódio de Caim e Abel.
  10. O raio que cai duas vezes no mesmo lugar assim procede apenas no intuito de debochar da sabedoria popular.
  11. Tenho alma de mineiro: quanto a atolado, prefiro a vaca ao caminhão.
  12. Boiada pouca, meu filé à Osvaldo Aranha primeiro.
  13. Buenos Aires até que é uma cidade interessante, pena que se localize na Argentina.
  14. Ele é conhecido como Francisco Cuoco, mas faz merda como qualquer um.
  15. No Rio Grande do Sul, ultimamente só há duas estações do ano: na primeira, as prefeituras decretam estado de emergência por falta de chuva; na segunda, por excesso. E no ano seguinte o Ministério Público instaura inquérito para apurar desvio de verbas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s