PALAVRAS DE ZÉ DIRCEU, O PURO

Como disse certa vez um vestibulando, o sero mano é engraçado. Veio de uma simples ameba há milhões de anos atrás, época em que não havia
McDonalds, Nintendo e celular, e agora vive cagando regras, se querendo, pensando ser aquilo que o Pasquim chamava, em seus áureos tempo: o fodão do Bairro Peixoto.

Pois, agora, vejo no jornal O Dia frase atribuída ao senhor José Dirceu, homem público impoluto, contra quem jamais foi assacada nenhuma aleivosia, nenhuma dúvida de retidão de caráter e conduta ética, com uma frase lapidar, que transcrevo: “Os partidos têm direito de participar do Governo, mas não lotear, fazer fisiologismo e muito menos corrupção” (p. 50).

Eu não sei se choro, rio, tenho orgasmos, ou entro em convulsão, diante da desfaçatez das palavras do grande Zé Dirceu.

Quem sois vós, ó magnânimo, para ditar regras de comportamento para os asseclas que vosso partido alojou no governo?

Mas é preferível ler isto a ser cego.

Zé Dirceu em pose Irmãos Cara-de-Pau (blogdopaulinho.net).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s