BRASIL REVERSO

Um dia, um velocista baiano…
Um dia, um tranquilo paulista…
Um dia, um ensimesmado carioca…
Um dia, um humilde gaúcho…
Um dia, um confiante mineiro…
Um dia, um encurralado mato-grossense…
Um dia, um ressequido amazonense…
E, assim, fosse, não fosse
Na posse de um Brasil reverso
Pudesse cantar em prosa e verso
Cada brasileiro por seu inverso
E dizer para que o mundo ouça
Que em Brasília e nas demais cidades
Que constituem o país
Só há honestidade
Só há decência
E a vergonha que em nossa terra impera
Seja a exceção que confirma a regra
E não o oposto de agora.

Anúncios
Esta entrada foi postada em Poesia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s