BREVE BIOGRAFIA DE UM CANALHA

Nasceu, mas era preferível que não o tivesse feito. Canalha desde o ventre materno, onde aprontou poucas e boas. Ainda teve o desplante de nascer de pé. Sua cara não era de pau. Era de Eucatex. E assim construiu sua vida. Roubou muito. Desviou recursos públicos. Subfaturou quando necessário às suas empresas. Superfaturou nas obras que tocava como alcaide de sua bela cidade plantada ao lado de um pântano tenebroso. Abriu contas em paraísos fiscais com recursos públicos. Sua vida privada é uma latrina, mas foi inocentado em todas as instâncias do judiciário. Agora ri de todos e se candidata, mais uma vez, a esbulhador da coisa pública. Os eleitores, também mais uma vez, o elegerão e terão nele o exemplo perfeito do canalha que muitos admiram. O tempo escorrerá no calendário feito lágrimas dos miseráveis e dos inocentes úteis. E ele permanecerá impávido rindo de nós todos!

Imagem em fatitavieira.blogspot.com.

ADVERTÊNCIA TARDIA: Qualquer semelhança com pessoa morta, viva ou muito viva, nascida ou vinda a furo em casas suspeitas ou respeitáveis, terá sido uma coincidência desgraçada! Essa pessoa há de me desculpar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s