PRAGA DE MÃE

Não devia ter-se metido com Eufrásia, aquela bruxa. Bem que não fora com ela, mas com a filha, menina ainda. Pior! A praga que lhe rogara era de arriar elefante.

Tudo porque ele andou dando uns agarros na filha da velha macumbeira. E como é que podia resistir aos encantos da menina, vitelinha linda para seus olhos? E brejeira, a danada! E, verdade seja dita, bem oferecidazinha. Daí, para começar a fuçar o corpo dela, foi um passo, em falso, seguramente. Também não abusara assim demais, coisa que pudesse desonrar a família. Acontece, no entanto, que a velha era de uma caturrice só e bem sabia que suas intenções não eram das mais sadias. Tudo isso entendido naquele pequeno lugar, naquelas minúsculas cabeças, naquelas concepções retrógradas.

O seu apavoramento tinha, deste modo, certa razão. Vai ficar rendido, seu peste, com o ovo esbarrando no chão! E não é que o maldito testículo direito começou a inchar, a crescer.

Procurou médico, que não curou. Procurou homeopata, que não remediou. Procurou rezadeira, que não desencantou. Procurou espírita vidente, que não viu nada. E o ovo inchando, crescendo, descendo pela perna abaixo. Fez promessa, cumpriu, mas não foi atendido. Rezou para a escrava Anastácia, sem sucesso. Arriou despacho, tomou banho de cachoeira, botou incenso em casa, fez o diabo. E o ovo inchando, crescendo.

Hoje está lá, com um sacão descomunal. Para sair, só com um carrinho de mão levando aquele estropício todo. E a menina continua passando linda diante da sua janela. Ele até vira a cara para o outro lado.

A velha Eufrásia morreu há muito, e a maldição não acabou. Vai ter uma boca praguenta assim nos quintos dos infernos!

Imagem em gartic.uol.com.br.

Anúncios
Esta entrada foi postada em Conto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s