DO DIREITO AO PITACO (II)

Imagem em quemprocuraacha.net.

1. A Assembleia Legislativa do Maranhão resolveu tornar oficial a estatização da Fundação Sarney, como se ela já não se tivesse beneficiado de dinheiro público anteriormente. Inclusive com suspeita de malversação da grana, com uso de notas frias, esquemas suspeitos com laranjas, cupuaçus e juçaras – que é como lá eles chamam o açaí. Ora, senhores, o Sarney é um homem limpo, íntegro e probo, incapaz de fazer qualquer tipo de coisa que possa ter um mínimo viés (gosto dessa palavra abestada) de suspeição. Depois, também, ele não tem mais nada a ver com o Maranhão, a não ser o fato de ter nascido lá e pretender lá ser enterrado naquele mausoléu simplesinho que construiu em sua própria honra e glória. Sarney agora se dedica de corpo, alma e bigode a seu estado de adoção, o Amapá, “isento de corrupção”, como publicou em sua coluna de domingo Artur Xexéo, em contradição ao que comprovou a operação Mãos Limpas da Polícia Federal.

2. Não é porque o Urubu levou uma traulitada ontem – 4×0 – da Universidade do Chile que ele ficará fora do ensino superior. Pode entrar com o pedido de vaga através do sistema de cotas. E nem precisará mais fazer prova. Sem trocadilho irônico.

3. O Airton do Flamengo, toda vez que joga, deveria ser acompanhado de perto por um investigador de polícia e um promotor de justiça, com o Código Penal às mãos. É que ele joga criminosamente. Não há lance de que participe que não seja uma ameaça à integridade física e moral do adversário. A entrada de ontem, no meio da canela do chileno, está capitulada em mais de um artigo da nossa lei penal. Cadeia nele!

4. Estão dizendo que há suspeita de manipulação de resultados do campeonato carioca de futebol, com facilitação de resultados, apito favorável a uns e outros. O que é isso, minha gente? Nossos árbitros de futebol, nossos dirigentes e outros interessados no nobre esporte bretão são insuspeitos. Tudo gente fina, da mais alta honradez. Basta como exemplo o magnânimo e inamovível presidente de nossa entidade maior, a CBF. Até em jogo do Soca-Terreiro, time da Fazenda do Jacó, da derradeira divisão do futebol de várzea lá na minha terrinha natal, já vi resultado arranjado.

5. O Botafogo perdeu a grande oportunidade de se isolar à frente da tabela do campeonato 2011. Perdeu não porque o Santos tenha jogado bem, mas por seus próprios deméritos. Nunca vi tanto passe errado, tanta falta de objetividade. E hoje cedo ainda tive de aguentar o porteiro do meu prédio, ao entregar o jornal, lembrar-me o resultado da partida. Botafoguense sofre…

6. A alma humana – não aquela repleta de santidade, mas a simplesmente humana – se compraz com as vitórias que logra, mas também se regozija assaz com as desventuras alheias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s