O TIME QUE SE ESBOROOU NO AR

O time do Botafogo, que causou sensação em determinado período do Brasileirão, se esboroou no ar como bolo de farinha seca.

Não foi só pelo ex-técnico Caio Júnior e todas as suas idiossincrasias, se me permitem uma palavra fora do universo da bola rolando. O time também mostrou que não tem consistência, não tem pegada ou vergonha na cara, o que é ainda pior. Pode-se até perder, mas sem mostrar determinação de vitória, sem garra, dói demais para o torcedor.

A torcida que chegou até a acreditar que conquistaríamos o campeonato está entre perplexa e revoltada com os últimos desempenhos da equipe.

E o desempenho pífio vai-nos deixar fora da zona da Libertadores de 2012.

Ontem, por telefone, meu filho, revoltado, me dizia que é melhor assim, pois seria inútil disputar o torneio com tal equipe. É melhor que nossas limitações não sejam expostas de forma tão evidente.

Tive de, contrafeito e aporrinhado, concordar com ele. Se não temos time, é melhor meter a bola no saco e ficar no ramerrão da Sulamericana, em que também não nos saímos nada bem.

Não aceito clube de futebol que prioriza um torneio em detrimento de outro. Se é clube de futebol, se busca resultados, tem de se empenhar em qualquer deles. Ou então não entre em disputa nenhuma e se limite a sua parte social, organizando bingo, churraco e baile funk.

Merda!

 

 

Um comentário sobre “O TIME QUE SE ESBOROOU NO AR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s