DO DIREITO AO PITACO II

1. Juro para vocês que não pretendia voltar a falar do Ministro que dá Trabalho, Carlos Lupi. Mas sempre há novidades na praça. Agora aparece um sindicalista que afirma com todos os algarismos que, ao tentar fundar seu sindicato, “alguém” do Ministério exigiu R$1.000.000,00, para facilitar a papelada. Segundo o sindicalista, à época, comunicou por carta ao Governo o que se passava.

Vem agora um cidadão abaixo de qualquer suspeita e diz que, de fato, recebeu a carta, mas que ela é incompleta. Por este motivo, não se tomou nenhuma providência.

Incompleta, como? Faltaram os centavos? A carta não tinha firma reconhecida? Faltou a chancela dos Correios?

Aliás, lá pelos lados da minha terra, um gaiato produtor de água que passarinho não bebe resolveu chamar sua cachaça de Providência. Tretou e relou, pode-se tomar Providência a qualquer hora, sem esperar pelo horário do expediente, pelo prazo processual, pelo aparecimento de provas.

2. E o Ministério das Cidades Fantasmas? Choveu lama lá nele. Aí para resolver, mandaram passar asfalto por cima, que é para não sujar ninguém.

Eu ainda acho que, no quesito safadeza, somos os primeiros do mundo. Somos imbatíveis. Inclusive, até mesmo quando se descobre um safardana, o denunciante é que pode ir para a cadeia antes dele.

Imagem em todoprosa.blogspot.com.

3. A única coisa, realmente, que me interessa a respeito do Ronaldinho Gaúcho é que ele nem entre em campo. E, em entrando, não jogue nada, sobretudo contra o Botafogo.

O resto, Onam dá jeito! Ou não!

Que coisa, hem?!

4. Pode ser que hoje à tarde já tenhamos um campeão do Brasileirão 2011. Meus amigos Paulo Paulista e Karim vão me perdoar, mas prefiro que a decisão seja adiada para semana que vem, para dar mais sensação.

Assim como assim, o Botafogo não vai ganhar nada mesmo!

5. O Governo suspendeu a construção de 29 presídios, por sacanagens diversas com o dinheiro público. Pelo menos os envolvidos nas trapaças terão a garantia de não ir presos: vão faltar vagas.

6. Algumas primeiras-damas de cidades do interior estão sendo procuradas pela polícia por desvio de dinheiro federal destinado à educação e à saúde, em seus municípios. As respeitáveis senhoras gastavam a grana em bebidas importadas e até em ração para seus cães. As crianças e os doentes que se danem.

Sei não, mas em outros regimes, essas mulheres iriam para a guilhotina.

Preferia as primeiras-damas de bordéis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s