MAIS UM ESTUDIOSO NAS GALÁPAGOS

Meu amigo Rogério Andrade Barbosa, escritor muitas vezes premiado, embarca hoje para o arquipélago de Galápagos, ilhas perdidas em meio ao Pacífico e parte do Equador, onde Darwin esteve em 1835.

Ele é do tipo desbravador, apreciador de aventuras e amante de caminhos complicados. Embora seja seu amigo do peito e já tenhamos feito algumas viagens em conjunto, diferimos um pouco a esse respeito. Prefiro turismo de asfalto, museus, cafés e ar condicionado. Já vim do mato e não tenho muito interesse em ficar indo para lá a passeio.

Quanto ao pesquisador inglês, tenho a impressão de que foi, sobretudo, a partir da observação da fauna daquelas ilhas que ele teve a intuição final para elaborar a teoria da evolução das espécies, baseada na seleção natural.

Não sei não, mas tenho um pressentimento aqui, que inclusive já passei a meu amigo por e-mail, de que ele talvez topará com uma das tartarugas que o jovem Darwin, na flor dos seus vinte e seis anos, lá encontrou naquele tempo e sobre cujo casco certamente escreveu, em seu inglês escorreito, Darwin esteve aqui (Imagino que seja: Darwin was here).  O meu inglês não é tão escorreito assim e não poderei estar lá para comprovar a inscrição na cacunda da bichona.

Uai, não dizem que tartarugas vivem centenas de anos? Essas da foto abaixo, por exemplo, eram dadas como extintas há cento e cinquenta anos e estão aí lépidas e fagueiras, fazendo sua caminhada matinal.

Rogério pode nem encontrar essa tal tartaruga-das-galápagos a que me refiro, mas, com toda certeza, trará material abundante para mais um de seus livros de literatura infanto-juvenil, que já lhe proporcionaram até mesmo honras internacionais.

Porém, caso a encontre, até imagino o que não passará pela cabeça do longevo quelônio:

– Já vem mais um curioso aqui me incomodar! Ó, Deus, quando me verei livre desses humanos chatos? Parece que se reproduzem com uma rapidez assustadora!

Eu vou ficar aqui no meu canto, aguardando sua volta, com fotos e histórias mirabolantes. Não quero enredo com tartarugas centenárias, evoluídas ou não.

Ecologicamente correto como ele é, seguramente não me trará um casco de tartaruga de presente.

Tartarugas-das-galápagos (imagem em abola.pt).

———————–

Comentário de última hora: A polícia italiana, após rigorosa investigação, descobriu que o comandante do navio Costa Concordia, que naufragou por uma manobra desastrada na costa da Toscana, na Itália, andava guiando catamarãs de certa empresa que faz o transporte hidroviário entre a Cidade Maravilhosa e a Cidade Sorriso. Soube disto através de fonte incerta e inconfiável.

Anúncios

Um comentário em “MAIS UM ESTUDIOSO NAS GALÁPAGOS

  1. Saint-Clair Mello disse:

    Meu amigo Rogério ainda conseguiu ver esta postagem em São Paulo, de onde mandou a seguinte mensagem, via celular:
    “Adorei a crônica. Vou tentar descobrir a tartaruga.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s