A CASA DA MÃE JOANA

Casa: construção que se presta a habitação humana; lar; estabelecimento comercial. Casa de cômodos: habitação coletiva, não necessariamente de uma mesma família, e frequentemente simples, para locação. Casa de farinha: lugar de uma propriedade rural em que se produz farinha de mandioca. Casa de bagaço: lugar de uma propriedade rural que recebe o bagaço da cana que é moída. Casa de máquinas: local ou parte de um navio em que se localizam os motores que impulsionam a embarcação. Casa encantada: álbum musical do grupo brasileiro O Terço, lançado em 1976 e um marco do rock progressivo tupiniquim. Casa de tolerância, casa da luz vermelha, casa suspeita: construção utilizada para o comércio carnal; zona de prostituição; guaxa. Casa noturna: boate; inferninho. Casa de banho: banheiro. Casa da Moeda: repartição pública responsável pela impressão e cunhagem do padrão monetário do país. Casa de câmbio: local em que faz troca de moedas. Casa de penhor: estabelecimento que empresta dinheiro, exigindo como garantia o depósito de objetos de valor. Casa de saúde: estabelecimento hospitalar que atende pacientes de doenças. Casa funerária: ou simplesmente funerária, estabelecimento que comercializa caixões e promove enterros, caso a casa de saúde não faça seu trabalho direito. Casa dos milagres: local anexo a um templo em que os devotos depositam os ex-votos, em pagamento de promessas, como, por exemplo, não pegar uma infecção generalizada numa casa de saúde. Casa Civil e Casa Militar: setores do governo responsáveis pelos assuntos civis e militares. Casa popular: construção desenvolvida pelo governo, para atendimento de famílias de baixa renda. Quando ela fica pronta é outro problema. Casa de correção e casa de detenção: estabelecimentos penais com funções diversas, mas que, via de regra, não corrigem, nem detêm ninguém. Casa de caboclo: onde um é pouco, dois é bom, três é demais, segundo a canção popular. Casa dos entas: época da idade a partir dos quarenta anos, de que se costuma dizer que quem entra na casa dos entas dela não sai vivo (Minha bisavó Mariquinha, Oscar Niemayer e Barbosa Lima Sobrinho, ao contrário, passaram para a do ento.). Casa de orates: lugar confuso; o mesmo que casa de doido. Casa do car… ou do cac…: lugar longínquo, para onde se manda alguém indesejado. CASA DA MÃE JOANA: o Engenhão!

Só o Botafogo ainda não comemorou título nenhum em sua própria casa. Os outros três grandes clubes do Rio de Janeiro já deram a volta olímpica lá. E aí, Botafogo? Vai ou não vai tomar tenência na vida? Já estou com vergonha! De que adianta termos uma casa bonita, para que só os vizinhos – às vezes maus vizinhos, péssimos vizinhos – venham tirar onda, dar festas, fazer furdunço? O Engenhão não pode ser uma casa da mãe Joana!

Já nem sei mais de onde tirei este cachorro louco.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s