BELA FOTO

Meu belo filho postou uma bela foto do meu belo neto, com a bela camisa do Botafogo (Reparem que estou sendo parcimonioso em toda esta adjetivação, para não ser acusado de babão. Podia incorporar aqui o Zé de Alencar de Iracema e vocês iriam ter uma enxurrada de adjetivos caindo pelas frases abaixo.), a qual vai reproduzida aqui abaixo, para o deleite de meus leitores, ainda que torcedores de outras agremiações esportivas.

Aí, vai meu amigo Zatonio Lahud, lá nos comentários do Facebook, onde foi postada a dita bela foto, e, apesar de sua condição de alvinegro equilibrado e sensato como ele só, tecla comentário desairoso a respeito da condição clubística do meu belíssimo neto (Aqui o adjetivo já começou a exagerar. Não sou eu, é o adjetivo que se impõe ao texto, como que psicografado.).

Eis o teor de seu comentário: ” Tadinho do bichinho, uma vida de sofrimento pela frente.”

Eu, na qualidade de avô, torcedor do mesmo time, desde meu avô, retruquei a maledicência do amigo botafoguense como eu: “Mas você gosta, Zatonio!”.

Ele continuou, emendando: “Acontece, Mestre, que quando eu tinha a idade dele o Botafogo era “só” a base da seleção brasileira bicampeã mundial. Ao menos na infância fui feliz! Hehehehehe…”

Agora, aqui para nós, duvido de que, se meu belíssimo neto torcesse (ou fosse constrangido a isso, segundo as más línguas) por outro qualquer time que não o Glorioso da Estrela Solitária, não seria ele o primeiro a me chamar às falas, dizendo que não sou zeloso pela tradição da família e coisas que tais.

Agora fica aí tirando onda, fazendo comentários cerebrinos e equilibrados sobre as reais possibilidades do Botafogo no Brasileirão 2012. Mas é só ganharmos bem do Figueirense hoje – Engenhão, às 21h -, para ele perder essa pose iluminista, racionalista, pessimista, sei lá qual!

Pois, logo mais, espero que Seedorf, enfim, estreie com vontade e o Botafogo possa retomar a bela campanha com que iniciou o campeonato, porque, se for esperar pelo Bruno para atacante do time, como postula seu pai na postagem feita (“Tá faltando ele ali no ataque.”), vai ser uma longa espera.

Bruno botafoguense (foto de Pedro Neiva de Mello).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s