COM TANTO ASSUNTO SÉRIO AÍ E EU SEM VONTADE DE DIZER NADA

Há uma profusão de notícias nos últimos dias que clamam por um pitaco. Mas estou resistente. Não quero ficar dando palpite aonde não sou chamado. A pior coisa que pode haver é a pessoa se meter a dar opinião sobre tudo. Já convivi com pessoas assim no meu ambiente de trabalho. Davam palpite em tudo, desde as maiores questões da humanidade, até à má higiene dos banheiros que utilizávamos. E não estou cogitando da vida alheia, tão propensa à bisbilhotice dos palpiteiros contumazes.

Contudo há algumas questões que quase nos agarram pelo colarinho, nos sacodem apopleticamente e nos exigem uma postura sensata e equilibrada. Ou mesmo uma bobagem qualquer.

Tenho notado, por exemplo, que, nesses últimos dias, muitos estão preocupados com uma questão de suma importância. Mataram um tal de Max e ninguém até agora sabe quem foi. Até mesmo a presidente Dilma desmarcou comício em São Paulo, em prol da candidatura do libanês, para ver o desfecho da história. Porém, na minha humilde opinião – ninguém me pediu, mas dou assim mesmo –, acho que ela terá uma desagradável surpresa. Não sei se a polícia foi acionada para o caso, porque não o acompanho de perto, porém já tenho um suspeito: o Zé Dirceu. Ele, acumpliciado a Zé Genoíno e a Delúbio Soares, que se associaram em quadrilha, cometeram o crime. Delúbio, inclusive, foi o responsável pela compra e pagamento da enxada que abriu a brecha na cabeça do Max, conforme soube.

Aliás, Genoíno e Delúbio acabam de ser condenados pela justiça federal de Minas Gerais. Acho que desviaram pão de queijo de alguma escola das Alterosas. Ou coisa parecida.

Só sei, na verdade, que a situação desses três – e mais daquele grupo de associados – está muito esquisita. Porém, quanto a isso, o povo aqui do lado de fora, esse que vive os percalços naturais do trânsito, da violência, dos escorchantes impostos, das notícias vergonhosas de nossa vida política, está achando tudo muito bom.

Poderia até ser um pouco melhor, se o Supremo Tribunal Federal metesse a ferros toda a quadrilha envolvida no Mensalão e, via de consequência, também pegasse outros mensaleiros que se espalham por esse país afora.

Não podemos é ficar deitados eternamente em berço esplêndido, esperando que a consciência ética desse pessoal seja acionada. Se não houver punição, a situação pode ficar incontrolável e o Brasil se afundar em sua própria lama.

Pronto, acabei dando palpite!

Imagem em gartic.uol.com.br.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s