A CARREIRA INTERNACIONAL DE SANDY

Depois que se separou do irmão Júnior, a carreira de Sandy entrou em parafuso.

Segundo as más línguas, ela já foi vista cantando em casamento de cachorro e batizado de papagaio. Ou vice-versa, nunca se sabe!

Nem mesmo adiantou seu casamento com aquele rapaz daquela família daquele estado do sul que tem nome de fruta cítrica: laranja… limão… Ah, sim! Lima. Embora ele seja um instrumentista razoável, não conseguiu refazer a dupla sertanejo-universitária com sua mulher.

Sandy, inclusive, no intuito de não desaparecer totalmente dos meios de comunicação, andou dando entrevistas picantes sobre coisas que ninguém imaginava de que ela fosse capaz, tendo em vista seu arzinho angelical, seus dentes alvos, fortes e brilhantes.

E, quanto mais o tempo passava, tanto mais Sandy começou a perceber que o Brasil já não estava querendo ouvir seus trinados. Teve, então, uma ideia supimpa: encetar (no bom sentido, é claro) uma carreira (também no bom sentido, obviamente) internacional.

E começou, por esses dias, pelo Caribe, onde arrasou algumas ilhas de somenos importância, com o sacrifício de quarenta e uma vidas humanas, também de somenos importância.

Posso dizer-lhes que por lá, apesar da devastação, sua carreira não teve o sucesso que se esperava.

Por isso resolveu seguir mais acima e tomar o continente norte-americano, a começar pela costa leste dos Estados Unidos.

Aí só dá Sandy!

Tentaram até mesmo diminuir-lhe a importância, com sói acontecer com as coisas oriundas do terceiro mundo. Aliás, o primeiro mundo é useiro e vezeiro nisso!

Contudo Sandy abalou geral, botou pra quebrar, tipo arrasa quarteirão. Até mesmo sinais de trânsito Sandy fez tremer. E fez chover, e fez nevar, e fez ventar!

O arraso da chegada de Sandy às terras de Tio Sam é tão avassalador, que eu mesmo já estou entojado de ver noticiário de tevê. E, o que é pior: causou um baita ciúme no irmão Júnior!

Os Estados Unidos que se preparem: daqui a pouco chegará por lá o furacão Júnior, para recriar a dupla com Sandy, e espalhar seu canto por aquelas plagas.

Quem sobreviver verá!

Abaixo, na foto de Fabrício Mamberti, a Times Square pronta para receber Sandy (imagem em saofranciscoagora.blogspot.com).

2 comentários sobre “A CARREIRA INTERNACIONAL DE SANDY

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s