FAÇA AS CONTAS NO PAÍS DO FAZ DE CONTA

O Brasil é um país que, às vezes, provoca frouxos de riso, como se dizia outrora, no seu cidadão.

Pois não é que agora vem o governo, fazendo-se de muito rigoroso, e estabelece regras rígidas para os provedores de Internet!

Determina, com cara de poucos amigos, que tais empresas devem oferecer 20% da velocidade vendida ao assinante-usuário. Assim, se você, como eu, paga por 10 mega, tem a garantia de receber 2 mega. No ano que vem, o rigoroso governo nacional exigirá 40%. E, lá por volta da Copa do Mundo, o buraco será mais embaixo: 80%. Ou a empresa será considerada inidônea e poderá ser, até mesmo, fechada.

O governo pretende não parar por aí nesta sua sanha e vai estender a regulamentação dosimétrica, como está na moda, a vários outros produtos e serviços desta pátria varonil. Veja abaixo.

O litro – leite, gasolina, etc. – tem de ser ofertado também, pelo menos, em 200ml. A pretensão é de que, em 2013, chegue a 400ml, até que, em 2020, o litro brasileiro chegue aos 1000ml, conforme estabelecido no acordo internacional conhecido como Sistema Internacional de Unidades.

Também o metro, outra unidade de medida do tal Sistema, merecerá rigorosa regulamentação, onde quer que seja usado. Por exemplo, no caso de loja de tecidos, você comprará dois metros de pano para fazer um vestido ou uma calça e terá a garantia de que levará para casa, no mínimo, 200cm. Até 2015, o comprador conseguirá fazer as duas pernas da calça e a compradora deixará de usar apenas blusa frente-única.

Os sete palmos da sepultura serão rigorosamente fornecidos, pelo menos, em 1,4 palmo, o que fará com que os barrigudos fiquem com a pança de fora nos cemitérios. E os que morrerem com priapismo manterão uma estaca permanente sobre a cova, a fim de que a viúva chorosa possa amarrar um lenço branco de despedida para o finado.

No caso da indústria imobiliária, que trabalha com o metro quadrado – até o preço da construção é calculado com base nessa unidade de medida –, deverá ser constrangida a entregar ao comprador de um apartamento de 200m², de frente para o mar, um apartamento quarto e sala de 40m², na aba de um morro no subúrbio.

Já no caso do quilograma, ou quilo para os íntimos, o rigor chegará às feiras, supermercados, açougues e peixarias. O pacote de arroz de 1kg conterá, no mínimo, 0,2kg. Também o de feijão, de fubá, de macarrão e assim por diante. O quilo de camarão VG (O amigo leitor sabe que VG significa apenas verdadeiro grande?) lhe será entregue em 200g de camarão VM (verdadeiro médio). Durante a Copa de 2014, talvez você possa comemorar a vitória da nossa seleção, tomando um litrão de cerveja de 600ml, com tira-gosto de camarão VG na base de 600g/1kg. Isto com muito boa vontade e esperança!

Então eu lhe pergunto, leitor amigo: rio ou não rio? Dá até para transbordar, né não?

Eh, Brasilzão lascado, sô!

Imagem em territorionobrega.blogspot.com.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s