O RAIO DE MAIO

O raio
Risca
O céu de maio.

No chão
O caboclo João
Se espanta:
Oh, raio!
Logo em maio!

E tenta
Pedir aos céus
Que o deixe
Enfim
Para o verão.

Mas não adianta
O raio
Inopinadamente
Vem ao chão
E torra
O único jegue de João.

Assim mesmo
Sem a menor cerimônia:
Fora da estação!

 

Imagem inpe.br.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s