A PRESSÃO DO TABACO

Tabaco é mecânico dos bons de Miracema. Negro, alto, forte, risonho e meu amigo e socorrista das agruras mecânicas que essas máquinas maravilhosas e poluidoras nos aprontam. E vascaíno fervoroso!

Mesmo não tendo nada a consertar, passo por sua oficina, nem que seja para falar mal do seu time.

Há alguns meses, passei lá e encontrei Tabaco de olhos arregalados. Estava com a pressão pelas tampas. E apavorado. Nunca tivera nada e estava sentindo que a sua hora chegava.

Seu filho colocou-o no carro e levou-o ao hospital.

A poder de remédios, mantém a bicha sob controle.

Sempre passo por lá, agora para falar do Vasco e também para saber se a pressão está controlada.
Ontem, antes de vir para Muriaé, onde meu pai está hospitalizado, passei mais uma vez por sua oficina, desta vez tranquila.

Tabaco, sentado num banquinho encostado à parede, estava com os olhos arregalados, segurando um jornal.

– Tabaco, que é que está havendo?! A pressão voltou a subir? – perguntei preocupado.

– Não é a pressão. Estou lendo aqui que o Eurico Miranda está ameaçando voltar.

Dei uma gargalhada e acelerei o carro: meu pai é que está precisando de cuidados.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s