RENAN LÁ!

A eleição de Renan Calheiros para a presidência do Senado foi um contundente recado de nossa Câmara Alta ao povo brasileiro, ou, pelo menos, à parcela mais consciente, do ponto de vista político, do eleitorado: Aqui quem nanda somos nós. Não adianta vir com essa baboseira de ética. Em política, o que vale é o interesse corporativo.

O próprio Renan adiantou-se a desqualificar a Ética na política, ao afirmar em seu discurso que ela não pode ser um fim. E pretendeu ser correto ao dizer alguma coisa sobre transparência, algo que nunca passou de raspão sobre sua vida política.

Renan é, por todos os seus deméritos, um achincalhe na presidência daquela Casa, de onde já fugiu, há alguns anos, a fim de que não sofresse processo de impedimento.

Agora, a maioria de seus pares, que se merecem, que são da mesma laia, acintosamente o reconduzem ao posto que jamais deveria ocupar, fosse o Brasil um país minimamente decente, sério, ou com um pingo de vergonha na cara.

Só não está o Congresso definitivamente dissociado do povo brasileiro, porque tal tipo de político está lá por escolha direta de parte do eleitorado.

E, embora seja difícil aceitar isso, nós o merecemos.

Até que a vergonha na cara seja, como queria Capistrano de Abreu, a lei maior a reger os destinos da nação.

Até que isto seja possível, os eleitores conscientes – e com um mínimo de verniz ético – terão de suportar a corja que nos envergonha.

Imagem em pelosarmarios.blogspot.com.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s