ESPANHA APANHA

Minha mãe sempre diz que desgraça pouca é bobagem.

Isto me remete à situação da Espanha. Não só a econômica e social, como também aquela relativa à bola rolando pelos verdejantes gramados da Europa.

Pois não é que, à desgraça econômica, sobreveio a ignomínia esportiva. Os times de Angela Merckel- Bayern de Munique e Borussia Dortmund – aplicaram uma sova vergonhosa nas duas maiores forças do futebol peninsular. E os craques fulgurantes Cristiano Ronaldo e Lionel Messi praticamente não justificaram a viagem até a Alemanha.

Isto talvez venha na esteira da penúria por que passa a terra de Cervantes. Ao pobre, não cabe apenas o pão cair no chão: tem de cair com a manteiga para baixo. E, no caso dos espanhóis, ainda aparecer um cachorro vira-lata para roubar a fatia que tiraria a fome.

Resta agora aos espanhóis esperar pelo milagre, que só o futebol é capaz de permitir: o Barcelona derrotar o Bayern por um placar com cinco gols de diferença, e o Real Madrid com, pelo menos, 3×0, ou outras combinações possíveis.

Para encerrar esse breve comentário com a mesma observação filosófica inicial, lembro ao leitor que para pobre, todo castigo é pouco.

 

Imagem em quasetudofutebol.com.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s