PARA A VALESCA, NADA? TUDO!

Minha sobrinha postou no Facebook o vídeo da Valesca Popozuda no Castelo de Itaipava. Disse a ela que iria ver por sua recomendação expressa, tomando, inclusive, aquilo por algo cultural. Ou escultural, nunca se sabe, quando se trata da moça. É o tal Beijinho no ombro. Coisa, aliás, assombrosa.

Apesar de toda a exuberância industrial da Valesca, não consegui ver todo o vídeo. O troço é muito ruim. Tão ruim, que não vale a pena nem para botar as butucas sobre os pertences da cantora. Pertences mesmo, como vim a saber no domingo com a Revista de Domingo do jornal O Globo: um tanto de silicone nos seios e dois ou três tantos naquilo que vem logo atrás das periguetes, isto é, na bunda, que ela adquiriu no mercado local.

Essa moça, que acho que nem é tão moça assim, tanto no sentido figurado, quanto no referencial; pois essa moça entrou na ordem do dia. A revista d’O Globo diz que ela virou matéria de estudos universitários, tese de sei lá quem sobre não sei o quê. Na verdade, também não li a matéria. Se ela aparecesse pelada lá, provavelmente eu gastaria o que ainda me sobra de visão para dar uma olhada. Tentar transformar Valesca em tese de mestrado e em matéria de revista semanal é que parece um contrassenso. E notem que eu tenho a maior boa vontade com mulher bonita. Que eu não sou besta! Mas vamos e venhamos, aí já é meio muito, como se dizia na minha terrinha natal.

Aliás a empresa Globo tem andado com essa mania de querer fazer de algo rastaquera um artigo de luxo. Outro dia mesmo, ouvi chamada da Rádio Globo para festa em um município da Baixada Fluminense que teria como atrações a Anitta-ta-tá-me-chamando e o Naldo Benny-Male, com o bordão de que era uma festa da cultura brasileira. A própria Tevê Globo está repleta de cantores, cantoras, duplas sertanejas, órfãos sertanejos de ex-duplas-com-defunto-morto, que faça-me o favor! Esse tal som sertanejo universitário ainda não saiu do berçário. É bem verdade que isso gera rios de dinheiro, o que não quer dizer, absolutamente, que seja atestado de qualidade. E o tal pagode universitário? Acho que isso já é culpa dos governos do PT com esses programas de inclusão de parcela da população no ensino superior, né não? É muita universidade para tão pouca cultura.

Vejam então, caros leitores, que a moçoila Valesca Popozuda, com seu popozão e tudo, não chega a ser essa referência toda na cultura nacional, como querem fazer as empresas Globo, através dos seus órgãos de comunicação. A moça pode até ter futuro, mas não como baluarte da cultura tupiniquim.

Ou estarei eu completamente por fora?

Imagem em pedagogiaempresarialinstitucional.blogspot.com.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s