VENTO MORNO DE OUTONO

Sopra na varanda um vento morno
Vindo do morro que fica logo aqui em frente
E o vento vem
É quase um forno
Que ainda existe mesmo sendo o despertar do outono

E vem vindo o vento

E em torno desse ponto em que me encontro

É um transtorno suportar o vento
Com seu sopro quente
Seu torpor insano

Parece até que o verão resiste

Malgrado todo meu contentamento
De achar que os dias de tal vento horrendo
Tivessem fim naquele tempo ardente

Vento do outono, ilustração de Tamara Kulikova, em pt.dreamstime.com.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s