ALGUMAS VERDADES QUE ESTOU FORMULANDO PARA CRIAR UMA RELIGIÃO, UMA FILOSOFIA, UM PARTIDO POLÍTICO OU UM PAPO DE BOTEQUIM

  1. A natureza humana é tão desumana, que – penso – nem chega a ser natural.
  2. Quando dois intrusos se metem em negócio alheio, podem ter certeza de que eles é que lucrarão.
  3. A pior espécie de canalha pode ser mais letal que cicuta, veneno de surucucu ou chumbinho para rato.
  4. Numa sociedade desequilibrada, não há balança que resista.
  5. A violência gera violência, assim como a impaciência é um empecilho à paciência. Ora, tenham paciência!
  6. Quanto mais ideias pululam na cabeça de um desocupado, mais cabeças hão de rolar em nome delas.
  7. Uma premissa bem pensada pode levar um sábio a gastar bom tempo para despremissá-la.
  8. A urna não tem mais boca. Tem tela. E tenho a impressão de que nunca teve juízo perfeito. Nem mesmo quando pensávamos que ela estaria certa.
  9. Alguns políticos não resistem nem mesmo a uma análise morfológica. Quanto mais a uma análise ética.
  10. É preciso muito amor para suportar ser brasileiro. (Desculpe, Noca da Portela e Tião da Miracema!)
  11. Quando me distraio muito, é porque estou prestando atenção ao que não interessa aos outros. Quando estou concentrado, podem saber que lá vem bobagem. Mais ou menos por aí.
  12. Já compus muita música embaixo do chuveiro. Pena que a tecnologia não tenha inventado um chuveiro com gravador. O mundo não sabe o compositor que perde.
  13. Todo lucro é capitalista. Todo imposto é socialista. Todo prejuízo é do povo, mesmo!
  14. Misericórdia é um coração miserável que está de acordo com quase tudo de errado que se faz no mundo.
  15. Athina Onassis, imagino, nunca atinou bem com o montante da herança que recebeu do avô e fica dando pulinhos de cavalo mundo afora.
  16. É bom que se diga que Aristóteles Onassis não foi aluno de Platão. Mas, de John Locke e Adam Smith, certamente foi um dos melhores.
  17. Podem ter certeza: todo grande pensador jamais teve um eito de lavoura para carpir, nem uma mulher exigindo que ele consertasse o gotejamento do chuveiro todo santo dia. Não há filosofia que resista a tanto!
  18. Toda formulação de prioridades governamentais é precedida da composição de uma comissão específica e, quase sempre, regiamente remunerada. Depois de formuladas, as prioridades são esquecidas em nome da governabilidade, que se constitui em distribuir cargos aos correligionários de primeira e última hora.
  19. Houve um presidente que disse que governar é abrir estradas. De lá para cá, todos os demais presidentes têm o cuidado de abrir buracos nas estradas que aquele lá idealizou.
  20. Sempre votei. Nunca me omiti. Nunca votei em branco. Sempre compareci às eleições e indiquei os candidatos que me pareciam os melhores. Hoje não tenho muita certeza de nada. Acho que andei votando como nossos políticos votam no Congresso Nacional, nas Assembleias Legislativas e nas Câmaras de Vereadores. Isso, quando votam!

 

Ficheiro:Aristotle Altemps Detail.jpg

Aristóteles, não-Onassis (em pt.wikipedia.org).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s