HISTORINHAS RÁPIDAS II

Resultado de imagem para televisor antigo

Imagem em pt.depositphotos.com.

3. HISTORINHA TECNOLÓGICA

Eu levara minha tevê à oficina para consertar e estava de volta, para pegá-la. Aguardava o atendente, que foi até o fundo do salão, quando chega ao meu lado um senhorzinho vestido com simplicidade. Não sei por que, mas sua aparência me lembrou um velho pescador da Região dos Lagos: a pele vincada e queimada de sol, calça preta, camisa branca de manga comprida arregaçada e um velho chapéu de palha amarrotado na cabeça. Muito simpático, puxou conversa comigo, para reclamar do seu aparelho – Aquele ali no balcão à esquerda. –, que ainda não fora totalmente pago e já apresentava defeito. Tinha ido à loja onde o comprara, mas como estivesse na garantia, o vendedor recomendou aquela mesma eletrônica.

Outro atendente chegou até nós. Disse-lhe que já estava sendo atendido e indiquei o senhor ao meu lado.

– Pois não, senhor, em que posso atender?

– É a minha televisão – e apontou para a tevê sobre o balcão junto à parede.

– Qual o problema dela?

– Ela zoa, mas num bria.

Olhei para a atendente e perguntei se ele entendera.

– Sim. – respondeu – Ela tem som, mas não tem imagem.

 

4. HISTORINHA FESTIVO-PREOCUPANTE

Corria o ano da graça de 2016, e Pedro me telefonou.

– E aí, filho, tudo bem?

– Tudo bem, pai?

– Já pensou em como será o aniversário da Gabi?

Gabriela faria doze anos no mês seguinte, já estava uma linda menina-moça a se desabrochar e tivera dois aniversários que passaram sem festa, por uma série de motivos. Os pais, então, prometeram que aquele ano fariam uma festinha para ela. Por isso eu estava querendo saber, a fim de armar as estratégias de avós.

– Pai, estamos devendo esta festa a ela e não pode passar deste ano. Mas não queremos gastar muito, ainda mais porque ela quer ir a uma excursão da turma da escola a um acampamento, logo em seguida.

Então quis saber o que eles estavam pensando em fazer.

A família do Pedro mora na cidade de São Paulo, em um condomínio cuja infraestrutura é excelente e ele quer aproveitá-la para a festa.

– Estamos pensando, para não gastar muito, em usar o salão de festa daqui. Aí é só alugar a iluminação, contratar um DJ e comprar uma espingarda para ficar na porta.

Tinha chegado a hora de o pai se preocupar com possíveis conquistadores adolescentes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s